Avaliação da Qualidade do Ar Interior

Para avaliação da qualidade do ar interior efectua-se, entre outros, o estudo dos seguintes parâmetros:

- Partículas em Suspensão (fração PM2,5 e fração PM10)

- Dióxido de Carbono

- Monóxido de Carbono

- Temperatura e Humidade Relativa

- Compostos Orgânicos Voláteis Totais

- Formaldeído

- Radão

- Bactérias e Fungos Totais

- Legionella spp

Para avaliar a qualidade do ar interior nas áreas ocupadas usam-se como valores de referência os limiares de proteção e condições de referência dos poluentes do ar interior constantes da Portaria nº 353-A/2013, de 4 de dezembro. Para o radão aplica-se o Decreto-Lei 108/2018 de 3 de Dezembro.